Desembargadora Nelma Sarney, do TJ do Maranhão pede reembolso por despesas com "home office" na pandemia

22 de mai. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito

Foto: Divulgação/TJMA

Magistrada, que é cunhada do ex-presidente Sarney, alegou que servidores e magistrados tiveram aumento de gastos com energia elétrica, internet e equipamentos, em suas casas, enquanto o Tribunal economizou com energia elétrica, serviços de manutenção, material de expediente, diárias e passagens durante a pandemia.

A exemplo do que ocorre com outros tribunais, durante a pandemia, o Tribunal de Justiça do Maranhão operou remotamente, através do chamado "home office". De acordo com um ofício endereçado à Corte pela desembargadora Nelma Sarney, cunhada do ex-presidente Sarney, se de um lado o tribunal reduziu custos enquanto esteve com as ‘portas fechadas’, de outro, os funcionários tiveram aumento nas despesas por passarem mais tempo em casa.

“Houve um aumento significativo de gastos pessoais dos servidores e magistrados com a implantação do regime remoto, tais como energia elétrica, internet e equipamentos. De outro lado, inequívoca a economia de gastos do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão com energia elétrica, serviços de manutenção, material de expediente, passagens e diárias”, diz um trecho do ofício enviado na semana passada.

A magistrada afirma ainda que não se trata de ajuda de custo, mas de ‘justa e correta compensação de gastos’. 

O TJMA ainda não se pronunciou sobre o pedido.







Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021