Prefeitura de Sirinhaém entra com ação de improbidade contra ex-prefeito Franz Hacker por rombo de R$ 3,6 milhões em dívidas

26 de mai. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito

Ex-prefeito Franz Hacker (centro), ladeado por aliados do PSB (Foto: Instagram)
 

Segundo a Procuradoria do Município, o ex-prefeito deixou, em 31 de dezembro de 2020, um saldo de R$ 2.455.676,10, nas contas especificas da prefeitura, Educação, Fundo Municipal de Saúde e Fundo Municipal de Assistência Social, enquanto que os restos a pagar empenhados totalizavam no final do mandato, R$ 6.089.477,37, deixando um rombo de R$ 3.633.861,27.

O município de Sirinhaém entrou com ação na justiça de improbidade administrativa contra o ex-prefeito, Franz Hacker (PSB). O ex-prefeito deixou uma divida empenhada e sem saldo financeiro no valor de R$ 3.633.861,27. O débito vem comprometendo os investimentos e obras e ações no município.

Segundo a Procuradoria do Município, o ex-prefeito deixou em 31 de dezembro de 2020, um saldo de R$ 2.455.676,10, nas contas especificas da prefeitura, Educação, Fundo Municipal de Saúde e Fundo Municipal de Assistência Social, enquanto que os restos a pagar empenhados totalizavam no final do mandato, R$ 6.089.477,37, deixando um rombo de R$ 3.633.861,27.

“A má gestão praticada pelo ex-gestor implica em ato de improbidade administrativa, violando princípios constitucionais da legalidade e da eficiência, e o primeiro dever do homem público é o dever e a obediência à lei. O pior de tudo isso é que as consequências da malversação do dinheiro público praticada pelo antigo gestor, recaem diretamente nos braços da população, que clama por melhorias dos diversos setores da sociedade, além de exigir a responsabilização dos gestores causadores dessa situação de caos administrativo”, diz trecho da ação.

Com a palavra, o ex-prefeito Franz Hacker.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021