Processo que investiga compra de 700 respiradores pelo governo do Ceará é arquivado pelo MPF que não encontrou irregularidades

6 de mai. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito



 

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Segundo o MPF, as investigações da Polícia Federal não constataram irregularidades que se configurassem ato de improbidade administrativa, nem foram encontrados indícios de malversação de recursos públicos e de materialidade de crimes.

O Ministério Público Federal (MPF) decidiu nesta segunda-feira (3) arquivar o procedimento instaurado para apurar supostas irregularidades na aquisição de respiradores pelo governo do estado do Ceará por meio de contratos com a empresa China Meheco Corporation.

Segundo o MPF, as investigações não constataram irregularidades que se configurassem ato de improbidade administrativa no inquérito instaurado pela Polícia Federal. Também não foram encontrados indícios de malversação de recursos públicos e de materialidade de crimes.

O arquivamento do inquérito foi homologado pela 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF.

O motivo do processo era investigar a compra de 700 respiradores feita pelo Governo do Estado a um custo de US$ 23 mil cada, com valor total de US$ 16,1 milhões – cerca de R$ 82,2 milhões de reais. A aquisição de testes rápidos para detecção da Covid-19 também estava em apuração. 

(G1 CE)

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021