PF prende secretário de Administração Penitenciária do Rio por envolvimento com facção criminosa

17 de ago. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito
Foto:Reprodução 


Os demais alvos são o subsecretário de Gestão Operacional da Seap, Wellington Nunes da Silva, e o superintendente Operacional, Sandro Faria Gimenes. Segundo a PF, os secretários realizaram diversas diligências para viabilizar o retorno de criminosos custodiados na Penitenciária Federal de Catanduvas, Paraná, para o estado do Rio de Janeiro.


A Polícia Federal prendeu agora de manhã o secretário de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro, Raphael Montenegro, um dos alvos da Operação Simonia. Cerca de 40 agentes cumprem três mandados de prisão temporária e cinco de busca e apreensão, expedidos pelo TRF-2.

Os demais alvos são o subsecretário de Gestão Operacional da Seap, Wellington Nunes da Silva, e o superintendente Operacional, Sandro Faria Gimenes.

A investigação começou depois que Montegro fez uma visita ao presídio de Catanduvas (PR), em maio deste ano, para uma conversa com o traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP. Eles teriam discutido sobre o retorno do criminoso ao Rio.

O fato despertou suspeitas da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. Marcinho VP se encontra fora do Rio em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) desde 2007.

Segundo a PF, “os agentes públicos se comprometeram e realizaram diversas diligências para viabilizar o retorno de criminosos custodiados na Penitenciária Federal de Catanduvas, Paraná, para o estado do Rio de Janeiro”.

“Além disso, os servidores franqueavam a entrada de pessoas e itens proibidos em unidades prisionais estaduais tendo, inclusive, realizado a soltura irregular de criminoso de altíssima periculosidade, contra quem havia sabidamente mandados de prisão pendentes de cumprimento. A investigação aponta ainda que os desvios cometidos pelos investigados foram praticados em troca de influência sobre os locais de domínio destes traficantes e outras vantagens ilícitas.”

A PF informa ainda que o nome Simonia faz referência a uma prática medieval em que detentores de cargos trocavam benefícios ilegítimos por vantagens espúrias.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021