Randolfe revela que sócio da Precisa soube de operação da PF antes de ocorrer

26 de ago. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito

Foto: Reprodução 

Vice-presidente da CPI da Covid-19 relatou troca de mensagens entre empresários sobre operação antes de ser deflagrada, revela o Metrópoles. Empresa é investigada pela CPI por contrato com o governo Bolsonaro 

O vice-presidente da CPI da Covid-19, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse, nesta quinta-feira (26/8), que o empresário Francisco Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos, vazou informações da Polícia Federal antes da operação acontecer.

O senador relatou trocas mensagens entre os empresários José Ricardo Santana, Maximiano e Marcony Albernaz, lobista da Precisa, sobre a Operação Falso Negativo, na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, em 2 de julho de 2020, com informações uma hora antes da deflagração. A Precisa foi alvo da operação.

“Já tinha visto. O Maxi me avisou”, respondeu Marcony a Santana, em mensagem.

“Quem informa o senhor Francisco Maximiano, às 5h16, sobre a operação? De onde onde vazou a informação da operação? Só quem sabe é a Polícia Federal ou do Ministério Público Federal”, questionou Randolfe. “Que poder é esse que os senhores Maximiano e Marcony sabem da operação antes que ela ocorra?”

As informações são do Metrópoles.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021