Disputas internas em Pernambuco levam PSB a discutir candidatura de Joaquim Barbosa em 2022

10 de nov. de 2021

/ by Blog da Noelia Brito

Foto: Ricardo Stuckert

 

O Blog da Noelia Brito apurou, no entanto, que tudo não passaria de uma manobra dos apoiadores da candidatura do ex-prefeito do Recife, Geraldo Julio, à sucessão de Paulo Câmara, para forçar o PT a ceder a vice de Lula ao atual governador de Pernambuco. 

Câmara tem sido estimulado pelo ex-presidente a disputar o Senado, numa chapa a ser encabeçada pelo senador Humberto Costa, do PT, o que inviabilizaria as pretensões do ex-prefeito. Geraldo Julio tem negado a disposição em se candidatar, ciente de que não conta com o apoio que gostaria por parte do correligionário.

A cúpula do PSB voltou a cogitar a candidatura do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa à Presidência da República pelo partido, só que agora em 2022.

Segundo o colunista Igor Gadelha, do Metrópoles, a possibilidade foi discutida em um jantar de Barbosa com integrantes da direção da legenda na última quinta-feira (4/11), na sede nacional da sigla, em Brasília.
 

Segundo fontes da cúpula do PSB, ouvidas por Gadelha, o ex-ministro demonstrou disposição em concorrer ao Planalto, mas rejeitou disputar outro cargo majoritário, como a uma vaga no Senado.

Ainda segundo o colunista, o PSB estaria reivindicando a vice de Lula. 

O Blog da Noelia Brito apurou, no entanto, que tudo não passaria de uma manobra dos apoiadores da candidatura do ex-prefeito do Recife, Geraldo Julio, à sucessão de Paulo Câmara, para forçar o PT a ceder a vice de Lula ao atual governador de Pernambuco. 

Câmara tem sido estimulado pelo ex-presidente a disputar o Senado, numa chapa a ser encabeçada pelo senador Humberto Costa, do PT, o que inviabilizaria as pretensões do ex-prefeito. Geraldo Julio tem negado a disposição em se candidatar, ciente de que não conta com o apoio que gostaria por parte do correligionário.

O PSB pernambucano vive, pela primeira vez, desde a escolha do próprio Paulo Câmara para suceder Eduardo Campos, uma disputa interna ocasionada pela contingência de haver apenas uma vaga para o Senado e que deveria ser naturalmente preenchida pelo governador que deixa o posto. Ocorre que Geraldo Julio e seus apoiadores querem que Paulo Câmara vá para o sacrifício, permanecendo até o fim de seu governo, o que implicaria em não disputar sequer um cargo de deputado federal, ficando, portanto, sem mandato.

Lula tem dito a Paulo Câmara que ele é o governador e que como tal não pode simplesmente sair da política para o limbo, como querem os apoiadores de Geraldo Julio, que ainda temem que uma saída de Paulo para disputar ainda que seja uma vaga de deputado federal, leve a estrutura do governo de Pernambuco para apoiar uma eventual candidatura do PT, já que a vice é ninguém menos que a presidente nacional do PC do B, Luciana Santos, Partido historicamente apoiador do ex-presidente Lula e que teve uma de suas principais lideranças, o governador do Maranhão, Flavio Dino, migrado para o PSB.

A solução encontrada pelo PSB para garantir apoio total do PT e do próprio Paulo Câmara a uma candidatura de Geraldo Julio passaria, portanto, pela indicação de Paulo para a vice de Lula, com a vaga ao Senado sendo ocupada por um indicado do próprio PT. A tarefa, porém, é quase impossível, pois Paulo Câmara na vice de Lula não agrega praticamente nada à chapa, já que o próprio Lula conta com altíssimo índice de aprovação e tendência de votação elevada em Pernambuco, sendo este o Estado onde o ex-presidente obtém seus melhores índices, afinal, além de Lula ser pernambucano, durante seu governo, Pernambuco recebeu investimentos massivos que foram os principais responsáveis pela manutenção do PSB no poder por tantos anos.

Para a vice, Lula prefere alguém com capacidade de alavancar a votação em Estados e segmentos onde o PT e o próprio Lula não estejam tão bem colocados.

Ao que tudo indica, a equação não é tão fácil de resolver como gostariam os aliados do ex-prefeito Geraldo Julio.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021