JFPE condenou paulista, considerado o maior pedófilo do Planeta, responsável por 70% de toda a pornografia infantil mundial

 

Foto: Divulgação/PFPE

A operação decorre diretamente de caso emblemático julgado pela juíza Carolina Malta, da 36ª Vara Federal de Pernambuco, em que ocorreu a prisão e condenação do maior pedófilo do planeta, um brasileiro de São Paulo, responsável por 70% da pornografia infantil mundial, segundo classificação apresentada pelo Federal Bureau of Investigation (FBI), nos Estados Unidos. Os fóruns na Deepweb dedicados à pornografia infantil rastreados pelas forças policiais, a partir da referida ação, congregavam, conjuntamente, 1.839.831 (um milhão, oitocentos e trinta e nove mil, oitocentos e trinta e um) usuários em todo o mundo.  

De acordo com a Polícia Federal, o brasileiro responsável pelos cinco maiores fóruns de pedofilia da internet é um homem jovem, especialista em tecnologia da informação e tido como uma espécie de doutrinador entre os milhões de pedófilos que faziam parte dos seus fóruns, a quem instruía com manuais de como se estuprar uma criança.

A Justiça Federal em Pernambuco informou, há pouco, que a Operação Lobos, deflagrada nesta sexta-feira (3), pela Polícia Federal, dá cumprimento a mandados expedidos por ordem da juíza federal Carolina Malta, da 36ª Vara Federal de Pernambuco, tendo como alvo um grupo criminoso transnacional, voltado para a venda, disseminação e armazenamento de pornografia infantil (arts. 241, 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente), além de estupro de vulnerável (art. 217-A do Código Penal). Ao todo foram expedidos 114 mandados, sendo oito de prisão preventiva, 106 de busca e apreensão. 


A deflagração da Operação Lobos aconteceu simultaneamente em 20 estados do país e no Distrito Federal, sendo resultado do trabalho coletivo das forças policiais do Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Alemanha, Portugal, Itália, Noruega, França e Áustria. Em coletiva na sede da Polícia Federal em Pernambuco, a PF informou que até o momento, durante o cumprimento dos mandados foram presos 18 pedófilos em flagrante, além de 7 cumprimentos de prisões preventivas, das 8 determinadas pela magistrada.

Ainda segundo a JFPE, a operação decorre diretamente de caso emblemático julgado pela 36ª Vara Federal de Pernambuco, em que ocorreu a prisão e condenação do maior pedófilo do planeta, responsável por 70% da pornografia infantil mundial, segundo classificação apresentada pelo Federal Bureau of Investigation (FBI), nos Estados Unidos. Os fóruns na Deepweb dedicados à pornografia infantil rastreados pelas forças policiais, a partir da referida ação, congregavam, conjuntamente, 1.839.831 (um milhão, oitocentos e trinta e nove mil, oitocentos e trinta e um) usuários em todo o mundo.

Com a deflagração da operação, houve levantamento parcial do sigilo, determinando-se a preservação da identidade das vítimas e dos investigados, em cumprimento ao art. 234-B do Código Penal. De acordo com a parte disponível da decisão, nesta primeira fase, a Operação Lobos identificou e alcançou 66 (sessenta e seis) investigados em todo o País.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021