Após matéria do Blog, Sindicato constata irregularidades trabalhistas no Imperial Suítes, em Boa Viagem. Em nota, interventor diz ter assumido compromisso de sanar problema

27 de jan. de 2022

/ by Blog da Noelia Brito
Foto: Reprodução/Instagran



Após matéria publicada aqui mesmo, no Blog da Noelia Brito, acerca de denúncia feita à Polícia Civil de Pernambuco, pelo advogado Rafael Nascimento, que representa condôminos do Condomínio Imperial Suítes, em Boa Viagem, contra o interventor judicial Arnaldo Fernandes, nomeado pelo juiz da 8. Vara Cível da Capital, denúncia rechaçada pelo interventor em nota enviada ao Blog, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios - SIEEC e diretor de Políticas Educacionais e Cultura da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Edifícios e Condomínios – Conatec, Rinaldo Junior, que também é vereador do Recife, realizou uma fiscalização no local e, em vídeo, publicado no Instagram, revelou ter constatado irregularidades de natureza trabalhista na gestão do Condomínio.

Segundo o sindicalista, no vídeo que pode ser conferido AQUI, trabalhadores do Condomínio estariam sem receber alguns benefícios trabalhistas, a exemplo do salário-tabela, feriado trabalhado e cestas básicas. Em sua conta no Instagram, Rinaldo Junior afirma que "Trabalhadores estão recebendo salários e seus benefícios sem a atualização das conquistas da convenção coletiva da categoria,"

O Blob entrou em contato com o interventor judicial por intermédio de seu advogado Lucas Pacheco que, em nota, reconheceu o problema relativo ao descumprimento de dispositivos da Convenção Coletiva, mas que se comprometera com o sindicato a passar a observar tais dispositivos. Confiram:

"O Condomínio, representado pelo Interventor Judicial, se reuniu com o sindicato da categoria, esclareceu os assuntos pautados na fiscalização, e se comprometeu em observar os detalhes enfatizados sobre a convenção coletiva da categoria, inclusive reajustando a remuneração de acordo com a Tabela do ano de 2022. Importante frisar, ainda, que durante o período da pandemia do COVID19 não houve a demissão de qualquer dos 34 funcionários, nem tampouco mitigação de seus direitos."

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021