FUNDAJ se propõe a gerir Cine Olinda, fechado há mais de 40 anos

14 de fev. de 2022

/ by Blog da Noelia Brito
Foto: Divulgação/Fundarpe


"A Fundação Joaquim Nabuco já demonstrou interesse em assumir o Cine Olinda. Temos condições de colocá-lo para funcionar e oferecer uma programação de qualidade ao público, assim como fazemos em nossas três salas - Derby, Casa Forte e Porto Digital. Para que isso aconteça é necessário que a  Fundarpe e a  Prefeitura de Olinda cedam a gestão do espaço à Fundaj. Já enviei mais de um ofício nesse sentido. E reitero a disposição da Fundaj em assumir a gestão", disse o presidente da Fundaj, Antônio Campos, ao Blog da Noelia Brito.

A Fundação Joaquim Nabuco encaminhou ofício à Secretaria de Patrimônio, Cultura e Turismo da Prefeitura de Olinda propondo assumir a gestão do Cine Olinda, equipamento que se encontra fechado há mais de 40 anos (Confira em Centenário, Cine Olinda segue fechado e sem perspectiva de abertura há mais de 40 anos)

Localizado na Avenida Sigismundo Gonçalves, ao lado da Praça João Pessoa, no bairro do Carmo, o Cine Olinda e construído em estilo art-déco, em 1911, sob o nome de Cine Theatro de Variedades, o Cine Olinda está fechado desde 1980.

Matéria recentemente publicada pelo Jornal do Commercio lembra que o Cine Olinda está há quase cinco décadas sem atividades concretas para a exibição de filmes. O cinema, diz a matéria, teve seu auge sob a gerência do artista plástico Bajado, que produzia os cartazes das películas exibidas desde 1932. Data-se que a sua relação com o patrimônio foi até 1965, justamente no ano em que houve sua paralisação cultural. Ele foi retomado na década de 1980, rebatizado de Cine Bajado, porém foi paralisado em seguida. Dali, ele nunca mais foi um cinema. Já foi boliche, tornou-se depósito de açúcar e chegou a ser um alojamento para desabrigados, conta o JC. 

No fim de 2018, lembra o JC, o Governo de Pernambuco lançou um edital para a recuperação do Cine Olinda, com recursos na ordem de R$ 1,6 milhão. Três anos depois, não houve nenhuma mudança. Procurada pela reportagem do Jornal do Commercio, a Fundarpe disse que a responsabilidade do prédio é da Prefeitura de Olinda, mas que se mantém em diálogo com a gestão municipal para colaborar na revitalização. "No entanto, a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) segue em tratativa com a prefeitura para a criação de um novo convênio no sentido de colaborar com repasse de recursos para a revitalização do cinema, cabendo à Fundarpe fiscalizar a execução do plano de trabalho proposto e à Prefeitura de Olinda a realização do processo licitatório e execução da obra", disse em nota.

"A Fundação Joaquim Nabuco já demonstrou interesse em assumir o Cine Olinda. Temos condições de colocá-lo para funcionar e oferecer uma programação de qualidade ao público, assim como fazemos em nossas três salas - Derby, Casa Forte e Porto Digital. Para que isso aconteça é necessário que a  Fundarpe e a  Prefeitura de Olinda cedam a gestão do espaço à Fundaj. Já enviei mais de um ofício nesse sentido. E reitero a disposição da Fundaj em assumir a gestão", disse o presidente da Fundaj, Antônio Campos, ao Blog da Noelia Brito.

Confiram o Ofício encaminhado à Prefeitura de Olinda, com a proposta da Fundaj assumir o Cine Olinda



OFÍCIO Nº /2022 - PRESI
Recife, 11 de fevereiro de 2022

A Sua Senhoria a Senhora,
Gabriela Campello
Secretária de Patrimônio, Cultura, Turismo
Prefeitura de Olinda
Rua de São Bento, 160, Varadouro, Olinda/PE
53020-081

Assunto: Interesse na Gestão do Cine Olinda e pedido de autorização para estudos de viabilidade técnica e financeira para funcionamento do Cinema

Senhora Secretária,

A Fundaj tem um núcleo de cinema e áudio, tendo dois cinemas funcionando e, recentemente, assumiu a gestão do Cinema do Porto Digital.
Através de informação prestada pela Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico de Olinda, a Fundaj tomou conhecimento que a Fundarpe está desenvolvimento um projeto para o Cine Olinda.
Reiterando correspondências anteriores, a Fundaj vem demonstrar o seu interesse em gerir o Cine Olinda e, se possível, e for do interesse desta Secretaria, pede autorização para iniciar estudos técnicos e financeiros para viabilizar um proposta de reabertura e gestão do Cinema, o que pode ser em parceria com a Fundarpe. E solicito também uma audiência para o núcleo do cinema visitar o Cine Olinda.

No aguardo do pronunciamento,

Atenciosamente,
Antonio Ricardo Accioly Campos
Presidente da Fundação Joaquim Nabuco
antonio.campos@fundaj.gov.br






Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021