PF apreende quase R$ 1 milhão em escritório de advocacia suspeito de subornar juízes federais

20 de mai. de 2022

/ by Blog da Noelia Brito

Foto: Divulgação


Durante as buscas, que ocorreram em Fortaleza, CE), Recife (PE), Dourados (MT), Brasília (DF) e na capital paulista, a Polícia Federal apreendeu o valor de R$ 930 mil, em espécie, com suspeitas de origem ilícita.

Em desdobramento da Operação Skiagraphia, a PF informa que a equipe policial que cumpriu Mandado de Busca e Apreensão em escritório de advocacia, em São Paulo/SP, apreendeu o valor de R$ 930 mil, em espécie, com suspeitas de origem ilícita.

Os valores apreendidos foram depositados em instituição bancária à disposição do Tribunal Regional Federal da 5ª Região. A investigação continua para apurar a procedência desses valores e vínculo com os fatos investigados.

A OPERAÇÂO

Na manhã de hoje, a Polícia Federal realizou uma operação para desmontar um esquema de corrupção bilionário que envolve a participação de juízes federais, advogados, servidores públicos e empresários. Segundo as investigações, grandes devedores da União foram beneficiados por decisões judiciais e geraram prejuízo ao Fisco Federal.

Noventa policiais federais cumpriram 19 mandados de busca e apreensão em Fortaleza, São Paulo, Recife (PE), Dourado (MS) e Brasília.

Os mandados foram determinados pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife autorizando a apreensão de documentos e mídias que podem conter indícios da participação de cada pessoa no esquema de corrupção. Um dos mandados foi cumprido num escritório do Empresarial Rio Mar, na capital pernambucana. Um escritório de advocacia do Ceará também foi alvo da operação.

De acordo com a Polícia Federal, houve condução ilícita nos processos fiscais de "grandes devedores da União", em especial empresas de mineração, entre os anos de 2012 e 2016. Empresários devedores atuaram com advogados e juízes e "resultaram em prejuízo bilionário aos cofres da União".

As investigações foram iniciadas em 2019 e, segundo a Polícia Federal, foram encontrados indícios de vínculos suspeitos entre magistrados e advogados; As investigações foram iniciadas em 2019; desde então, a Polícia Federal encontrou indícios das seguintes irregularidades: vínculos suspeitos entre magistrados e advogados; fluxo financeiro suspeito; falsificação de documentos com simulação de intimações da União, com prejuízo à Fazenda Nacional em benefício de empresários.

A operação realizada nesta sexta foi batizada de "Skiagraphia". Conforme a corporação policial, o nome da operação remete à técnica de pintura “shadow painting”, em que se busca dar a ilusão de profundidade pelo contraste entre sombra e luz."Com isso, os investigados simulavam estar à luz do caminho público, mas na verdade se encontravam às sombras da lei."

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021