Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Operação articulata

DESTAQUE

Pague Menos e Ultrapar confirmam compra da Extrafarma pelo preço final de R$ 700 milhões

Imagem
Foto: Divulgação  Com aquisição, Pague Menos se torna a segunda maior rede de farmácias em número de lojas do país, atrás apenas de Raia Drogasil SÃO PAULO – Seguindo a intensa agenda de fusões e aquisições nos últimos meses entre empresas da Bolsa, nesta terça-feira (18) de manhã os investidores receberam a notícia da Reuters de que a Pague Menos (PGMN3) teria comprado a Extrafarma, do conglomerado Ultrapar (UGPA3), por R$ 600 milhões mais dívida e caixa, que totalizaram assim R$ 700 milhões. A notícia oficial da transação, contudo, aconteceu depois do fechamento do mercado, após as companhias terem confirmado durante a manhã desta terça-feira (18) apenas que estavam em negociação, mas sem os termos do acordo. Já depois do fechamento do mercado, além da confirmação do negócio, mais detalhes foram dados. A Ultrapar confirmou que assinou o contrato por um valor total da venda (EV – enterprise value) de R$ 700 milhões, sujeito a ajustes em razão principalmente das variações de capital de

Juiz manda inquérito Operação Casa de Papel, que investiga desvios na pandemia nas Prefeituras do Recife, Cabo, Olinda e Paulista ao TRF5 por causa do foro privilegiado de Renato Thiebaut, secretário de Paulo Câmara

Imagem
Foto: Reprodução A investigação constatou que boa parte dos recursos públicos recebidos pela empresa investigada, criada, segundo a PF, em nome de interpostas pessoas do empresário Sebastião Figueroa, era sacada em espécie ou então remetida para contas de 'laranjas' ou de empresas fantasmas, onde eram igualmente sacados em espécie, e geralmente de maneira fracionada - para não chamar a atenção dos órgãos de controle. Suspeita-se que o dinheiro vivo era utilizado para pagar propina a políticos envolvidos nas contratações. O juiz federal da 13ª Vara Federal, Cesar Arthur Cavalcante Carvalho, acatou pedido da defesa do secretário Executivo de Projetos Estratégicos do Governo Paulo Câmara, Renato Thiebaut e determinou o envio do inquérito e de todas as ações conexas a este, relacionadas com a Operação Casa de Papel, para tramitação no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, sob a relatoria do desembargador federal Roberto Machado. Segundo a defesa do secretário de Paulo Câmar

Articulata: Investigado por desvios na pandemia, em Pernambuco, tenta afastar delegada da Polícia Federal por não ter informado a desembargador que ele era casado com uma juíza

Imagem
Foto: Divulgação Para pedir o afastamento da delegada da Polícia Federal, O investigado por corrupção, na pandemia, Luciano Cyrano Ferraz, alegou que era casado com uma juíza e esse fato deveria ter sido informado ao desembargador.  Interessante é que até então esse fato não fora trazido a público, mas graças aos advogados de Luciano Cyrano Ferraz, agora se sabe que este é casado com uma juíza.   O Blog da Noelia Brito teve acesso aos autos do Pedido de Busca e Apreensão Criminal nº 0814172-34.2020.4.05.0000, que tramita no TRF da 5ª Região e teve seu sigilo levantado pelo relator, o Desembargador Federal Roberto Machado, no qual se desenrola uma espécie de trama macabra promovida pelos investigados para afastar a delegada da Polícia Federal Andrea Pinho, das investigações. A delegada é responsável por várias Operações realizadas nos últimos anos em Pernambuco, cujos alvos são políticos, empresários e servidores que até então se gabavam de sua intocabilidade pelas mãos da Justiça.