Postagens

Mostrando postagens com o rótulo duque de caxias

DESTAQUE

Pague Menos e Ultrapar confirmam compra da Extrafarma pelo preço final de R$ 700 milhões

Imagem
Foto: Divulgação  Com aquisição, Pague Menos se torna a segunda maior rede de farmácias em número de lojas do país, atrás apenas de Raia Drogasil SÃO PAULO – Seguindo a intensa agenda de fusões e aquisições nos últimos meses entre empresas da Bolsa, nesta terça-feira (18) de manhã os investidores receberam a notícia da Reuters de que a Pague Menos (PGMN3) teria comprado a Extrafarma, do conglomerado Ultrapar (UGPA3), por R$ 600 milhões mais dívida e caixa, que totalizaram assim R$ 700 milhões. A notícia oficial da transação, contudo, aconteceu depois do fechamento do mercado, após as companhias terem confirmado durante a manhã desta terça-feira (18) apenas que estavam em negociação, mas sem os termos do acordo. Já depois do fechamento do mercado, além da confirmação do negócio, mais detalhes foram dados. A Ultrapar confirmou que assinou o contrato por um valor total da venda (EV – enterprise value) de R$ 700 milhões, sujeito a ajustes em razão principalmente das variações de capital de

Justiça decreta bloqueio de bens de prefeito por desobedecer ações anticovid

Imagem
Foto: Reprodução     Segundo o MPRJ, o prefeito de Duque de Caxias se recusou a obedecer o Plano Nacional de Vacinação e às decisões judiciais que determinaram o respeito aos grupos prioritários, além de expor milhares de cidadãos ao risco elevado de contaminação pela Covid-19, devido às constantes aglomerações   O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde da Região Metropolitana I e da Força-Tarefa instituída para a fiscalização das ações e serviços de saúde de enfrentamento à pandemia de Covid-19, obteve, na sexta-feira (30/04), decisão favorável no escopo da ação de improbidade administrativa ajuizada contra Washington Reis, prefeito de Duque de Caxias. Em atendimento ao pedido do MPRJ, a Justiça decretou a indisponibilidade dos bens de Washington Reis, até o valor de R$ 2,45 milhões, correspondente a 100 vezes o seu ganho mensal na função. Da mesma forma que o prefeito, tiveram seus bens bloquea