Postagens

Mostrando postagens com o rótulo homicídio

DESTAQUE

Pague Menos e Ultrapar confirmam compra da Extrafarma pelo preço final de R$ 700 milhões

Imagem
Foto: Divulgação  Com aquisição, Pague Menos se torna a segunda maior rede de farmácias em número de lojas do país, atrás apenas de Raia Drogasil SÃO PAULO – Seguindo a intensa agenda de fusões e aquisições nos últimos meses entre empresas da Bolsa, nesta terça-feira (18) de manhã os investidores receberam a notícia da Reuters de que a Pague Menos (PGMN3) teria comprado a Extrafarma, do conglomerado Ultrapar (UGPA3), por R$ 600 milhões mais dívida e caixa, que totalizaram assim R$ 700 milhões. A notícia oficial da transação, contudo, aconteceu depois do fechamento do mercado, após as companhias terem confirmado durante a manhã desta terça-feira (18) apenas que estavam em negociação, mas sem os termos do acordo. Já depois do fechamento do mercado, além da confirmação do negócio, mais detalhes foram dados. A Ultrapar confirmou que assinou o contrato por um valor total da venda (EV – enterprise value) de R$ 700 milhões, sujeito a ajustes em razão principalmente das variações de capital de

TJDFT mantém condenação de PMs acusados de executar desafetos

Imagem
Foto: Divulgação / PMDF  Um dos réus teve a residência furtda e suspeitou que as vítimas do homicídio seriam os responsáveis pelo delito. Para vingar o furto juntou-se a colegas de corporação e planejaram a execução. Os desembargadores da 3a Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios  mant iveram a sentença proferida pel o ju iz presidente d o Tribunal do Júri d e Brasília , que condenou  dois policiais militares  a 23 anos 1 mês e 6 dias de reclusão, p ela prática de triplo homicídio, duplamente qualificado, configurado pela execução de supostos autores de furto à residência de um dos policiais militares . A denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios narra que um dos réus teria tido sua residência furtada e suspeitou de que as vítimas do homicídio seriam os responsáveis pelo delito. No intuito de se vingar, juntou-se aos demais réus, seus colegas de corporação, e planejaram a execução. Consta do registro po

Durante Missa de 7º Dia do delegado assassinado Anderson Liberato, presidente da Adeppe defende que sejam promovidas atualizações para delegados de polícia

Imagem
Foto: Divulgação   “Estamos na linha de frente, enfrentando de peito aberto muitas vezes essa criminalidade cada vez mais equipada, cada vez mais ousada, e esse fato não deve ficar despercebido", declarou Francisco Rodrigues durante a Missa de 7º Dia de Anderson Liberato   O presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe), Francisco Rodrigues, defendeu nesta sexta-feira (23), durante a missa de 7º dia do delegado Flávio Anderson Liberato, que haja uma contínua atualização dos procedimentos operacionais realizados pelos policiais civis de Pernambuco. Delegado titular do município de Brejo da Madre de Deus, Liberato foi alvejado a tiros no último sábado (17) durante uma ação policial no município de Jataúba. “Anderson faleceu em virtude de um crime organizado cada vez mais ousado, que não mais respeita a autoridade da Polícia. Ele tombou diante do cumprimento de uma medida legal, no estrito cumprimento de seu dever funcional e isso revela o grau de risco