Postagens

Mostrando postagens com o rótulo inteligência artificial

DESTAQUE

Pague Menos e Ultrapar confirmam compra da Extrafarma pelo preço final de R$ 700 milhões

Imagem
Foto: Divulgação  Com aquisição, Pague Menos se torna a segunda maior rede de farmácias em número de lojas do país, atrás apenas de Raia Drogasil SÃO PAULO – Seguindo a intensa agenda de fusões e aquisições nos últimos meses entre empresas da Bolsa, nesta terça-feira (18) de manhã os investidores receberam a notícia da Reuters de que a Pague Menos (PGMN3) teria comprado a Extrafarma, do conglomerado Ultrapar (UGPA3), por R$ 600 milhões mais dívida e caixa, que totalizaram assim R$ 700 milhões. A notícia oficial da transação, contudo, aconteceu depois do fechamento do mercado, após as companhias terem confirmado durante a manhã desta terça-feira (18) apenas que estavam em negociação, mas sem os termos do acordo. Já depois do fechamento do mercado, além da confirmação do negócio, mais detalhes foram dados. A Ultrapar confirmou que assinou o contrato por um valor total da venda (EV – enterprise value) de R$ 700 milhões, sujeito a ajustes em razão principalmente das variações de capital de

Corrupção aumentou durante a pandemia. Gestores se aproveitaram do "afrouxamento" das regras de controle

Imagem
Foto: Reprodução   O TCU utilizou de ferramentas de inteligência artificial (robôs) para rastrear diários oficiais, cruzar 90 bancos de dados e detectou preços incompatíveis com os de mercado, muitas empresas recém criadas só pra atuarem na pandemia, compras superestima, vínculos de sócios com gestores, entre outras irregularidades.   Em entrevista à Rádio Senado, o secretário de Estratégia de Combate a Fraudes do Tribunal de Contas da União, Rainério Leite, confirmou o aumento nos casos de desvio de dinheiro público decorrentes do afrouxamento da legislação de controle, por causa do estado de calamidade. Ele disse que o TCU adotou programa especial para ajudar a orientar os governos a gastarem adequadamente os recursos disponíveis para o combate à pandemia, sem abrir mão da fiscalização rigorosa. Segundo o secretário, o TCU criou o Programa Coopera, guiado por duas vertentes: orientar os governos na forma de gastar os recursos federais recebidos e apurar casos de desvios