Postagens

Trabalhadores de SUAPE denunciam risco de vazamentos em navio da Petrobrás

Imagem
P.S.: Fotos do navio citado na manhã da segunda-feira (23/9/2013)  sem as boias de contenção. Encaminho uma denúncia feita pelo Fórum Suape - Espaço Socioambiental realizado neste domingo (22/9) a Ouvidoria da Agência Estadual de meio Ambiente - CPRH. Cremos que esta denúncia é grave é merece averiguação e penalidades (caso se constate o ilícito), Cordialmente, heitor scalambrini costa coordenação do Fórum Suape DENÚNCIA Trabalhadores no porto de Suape, por telefone as 16 horas do dia 22 de setembro de 2013,  comunicaram uma irregularidade com relação a uma operação de descarga do óleo (altamente poluente, segundo a Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico – FISPQ da BR Distribuidora) Bunker (MF-380) do navio Alpine Liberty, que esta atracado no PGL1-B, no Complexo Industrial Portuário de Suape, onde o mesmo esta descarregando este produto da Petrobrás para o Terminal Tecmar (privado). Acontece que o correto nesta operação, segundo o procedimento da Pet

Vamos Fugir - Daniela Mercury e Gilberto Gil ao vivo

Estados governados pelo PSB tem convênios suspeitos com IMDC, flagrado pela Operação Esopo, da Polícia Federal

Imagem
"A Polícia Federal disse que a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Instituto Mundial do Desenvolvimento e da Cidadania (IMDC), alvo de investigação em Belo Horizonte, não tem nenhuma operação sem suspeita de fraude em cinco anos. A polícia monitorou transações da Oscip durante este período com governos, prefeituras e entidades privadas e constatou irregularidades ou na contratação e/ou na execução dos serviços." (G1 Minas Gerais) Completa: http://noticias-do-brasil.cbnfoz.com.br/noticias-do-brasil/editorial/brasil/10092013-39573-transacoes-de-5-anos-de-instituto-em-bh-sao-suspeitas-de-fraudes-diz-pf?fb_action_ids=646152155408959&fb_action_types=og.likes&fb_source=aggregation&fb_aggregation_id=288381481237582 Do Site do IMDC 14 de agosto de 2013 IMDC e Governo do Espírito Santo lançam Programa Cisternas Projeto prevê a construção de 10.634 cisternas em 35 municípios capixaba O Gover

JUSTIÇA DETERMINA SUSPENSÃO DO CONTRATO DA PCR COM EMPRESA SUSPEITA DE FAVORECIMENTO EM LICITAÇÃO MILIONÁRIA

Imagem
Não existe na rua o número 59C, como foi informado à Receita. No 59, existe uma residência / Foto: divulgação Processo 0069262-35.2013.8.17.0001 D E C I S Ã O A      PRISCILA KRAUSE BRANCO, regularmente qualificada nos autos, através de advogado legalmente constituído, ingressou em juízo com a presente AÇÃO POPULAR COM PEDIDO DE LIMINAR, em que colima prestação jurisdicional reparadora de ato lesivo ao patrimônio público, supostamente imputado ao MUNICÍPIO DO RECIFE, também qualificado, pelas razoes fáticas e jurídicas contidas na peça atrial.             Determinou-se a ampliação do pólo passivo e aclaramento de pedidos (fls. 245). Devidamente intimada, o município do Recife prestou informações (fls. 257/1096). A Empresa Ecoleds Comércio de Equipamentos Eletrônicos Ltda. impugnou o pedido de liminar às fls. 1097/1142.       Vieram-me os autos conclusos.                 É o relatório. Passo, pois, a decidir sobre o pedido de liminar.       Trata-se de pedido de limina

"Almirante Negro" - (O Mestre-Sala Dos Mares) - letra sem censura

Glória a todas as lutas inglórias! Salve o Almirante Negro!

Glória a todas as lutas inglórias! Mestre-sala dos mares.João Bosco

Viadutos ilegais: o que o Tribunal Federal não viu.

Imagem
Agressão ao vereador João Alfredo (PSOL) durante desocupação do acampamento no Parque do Cocó, pela Guarda Municipal de Fortaleza Por João Alfredo Telles Melo Aqueles  que militam, estudam e pesquisam o Direito Ambiental e Urbanístico estranhamos as decisões do Desembargador Federal Edilson Pereira Nobre Júnior, quando, no exercício da Presidência do Tribunal Regional Federal da 5 a . Região, deliberou, por duas vezes, a suspensão de liminar concedida pelo  magistrado  da 6 a . Vara Federal de Fortaleza,  Roberto Machado,  que mandara  sustar a construção d os  viadutos por sobre o Parque do Cocó. Primeiro, porque, em sua decisão de 29 de agosto, o Presidente em exercício do TRF5, além de suspender a liminar e autorizar o prosseguimento das obras, determinou a adoção de “medidas necessárias para a desocupação do local” (sic). Ora, a Lei Federal 8437/92, em seu art. 4 o ., não lhe faculta esse poder, vez que, estabelece, apenas,  lhe competir  “suspender, em despacho