Postagens

Fabrício Queiroz e parentes da ex-mulher de Bolsonaro que assessoraram Flavio Bolsonaro são alvos de Operação do MPRJ em investigação por lavagem de dinheiro e peculato envolvendo o filho senador do presidente

Imagem
Equipe do Ministério Público faz busca e apreensão no apartamento onde morava era a filha de Queiroz, Evelyn Foto: Pablo Jacob / Pablo Jacob MP faz busca e apreensão em endereços de Fabrício Queiroz e parentes de Bolsonaro Agentes se encontram em locais na capital e também em Resende, no Sul do Estado do Rio Por Juliana Dal Piva, Bernardo Mello RIO — O Ministério Público do Rio cumpre na manhã desta quarta-feira diversos mandados de busca e apreensão em endereços de ex-assessores do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) tanto na capital como em Resende, no Sul do Estado do Rio. As medidas cautelares foram pedidas na investigação sobre lavagem de dinheiro e peculato (desvio de dinheiro público) no âmbito do antigo gabinete do senador quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio. São alvo das medidas cautelares os endereços de Fabrício Queiroz, ex-chefe da segurança de Flávio, seus familiares e ainda parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bols

Geraldo Julio gastou, R$ 1,7 milhão com assessores especiais, só em 2019

Imagem
Dados do Portal da Transparência da Prefeitura do Recife apontam gastos da ordem de R$1.761.927,54, só com vencimentos e vantagens pagos a assessores especiais do Prefeito, entre os meses de janeiro e dezembro de 2019. Não se sabe ao certo quem são ou o que fazem esses assessores especiais que são escolhidos entre políticos sem mandato e entre outras pessoas ligadas politicamente à gestão. Seria oportuno que viesse a publico quem são, o que fazem e quanto ganha cada um desses assessores. Consulte em  http://transparencia.recife.pe.gov.br/codigos/web/despesas/despesaDetalhadaUnidadeGestora.php#result

Para chantagear conselheiros do TCE/PB nomeados por adversários e auditores, Coutinho, do PSB, contratou empresa de inteligência e contrainteligência para produzir dossiês

Imagem
Coutinho e Eduardo Campos De acordo com o Ministério Público da Paraíba, o ex-governador Ricardo Coutinho, do PSB, teria contratado a empresa de inteligência e contrainteligência Truesafaty Consultoria Inteligência e Contra Inteligência Empresarial para produzir dossiês que seriam usados para chantagear Conselheiros do TCE nomeados por adversários políticos do ex-governador e auditores da Corte de Contas que estivessem dificultando as ações da organização criminosa comandada por Coutinho.

Delator que gravou acertos de propinas para Coutinho do PSB também delatou caixa dois a Witzel, do PSC. Delações foram homologadas pelo STJ e atingem conselheiros do TCE/PB e membros do Judiciário

Imagem
A coluna Radar da Veja e o Antagonista revelam que na delação premiada do empresário Daniel Gomes da Silva, fechada com o Ministério Público Federal e homologada pelo STJ, que também investiga conselheiros do TCE/PB e integrantes do Judiciário, foi delatado repasse de caixa dois ao governador do Rio, Wilson Witzel. A propina a Witzel teria sido de 115.000 reais destinados à campanha do governador. “Me disse que conversava com o pessoal do Witzel, que tinha poucas pessoas até então, e que na minha área de atuação [saúde] tinha bastante espaço para trabalhar, desde que ajudasse financeiramente”, delatou Daniel. O relato do delator foi confirmado por sua secretária, de nome Michele, responsável pelas entregas de dinheiro num shopping do Rio. Em razão da delação alcançar integrantes do Judiciário e do TCE, que têm foro por prerrogativa de função, parte do esquema de corrupção é investigado no STJ, sob a relatoria do pernambucano Francisco Falcão.

Superfaturamento na Arena Pernambuco foi de R$ 144 milhões, aponta TCE/PE em julgamento que durou mais de 12 horas

Imagem
Em uma sessão histórica que se prolongou por mais de 12 horas, a Segunda Câmara do TCE julgou, nesta terça-feira (17), quatro processos que tratam da construção e do contrato de concessão administrativa para exploração da Arena Pernambuco. O relator foi o conselheiro Dirceu Rodolfo. A sessão aconteceu a portas fechadas , com a participação apenas dos advogados habilitados nos respectivos autos, em razão de algumas peças compartilhadas com o TCE nos processos, correrem em segredo de justiça. O julgamento começou com a leitura de um relatório que mostrava a linha do tempo de atuação do Tribunal de Contas na construção da Arena, começando por uma auditoria especial em 2011 ( TC n° 1103358-7 ), sob a relatoria do conselheiro Valdecir Pascoal, julgada regular com ressalvas. A atuação do conselheiro Pascoal gerou o processo de Auditoria Especial (TC° n° 1201648-2), que teve o objetivo de acompanhar a execução contratual e analisar a economicidade da obra. ECONOMICIDADE

Exclusivo: PF prende prefeito de Salgueiro (MDB), Clebel Cordeiro, desviando água da Transposição

Imagem
Prefeito de Salgueiro ladeado pelo governador Paulo Câmara e pelo ex-presidente Michel Temer A Polícia Federal, em Pernambuco, prendeu hoje o Prefeito de Salgueiro, Clebel de Souza Cordeiro, do MDB. Fontes do Blog revelaram que a prisão teria ocorrido porque o político estaria retirando água da transposição do Rio São Francisco em benefício do próprio Sítio. O Blog segue apurando mais detalhes sobre a prisão do emedebista.

Gravações mostram ex-governador da Paraíba, do PSB, negociando propinas milionárias com delator. Em Pernambuco, Blog da Noelia Brito denunciou esquema semelhante com OSs ao MPF e ao MPPE, flagrado em grampos do MPRN, mas até hoje envolvidos seguem impunes

Imagem
Áudios fornecidos pelo delator Daniel Gomes mostram o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, do PSB, negociando milhões em propinas que seriam apuradas por meio de desvios dos recursos pagos pelo Governo da Paraíba a empresários contratados de forma direcionada para gerir, por meio de organizações sociais, diversas unidades de saúde do Estado vizinho. As transcrições das conversas constam da decisão de 206 páginas do desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba, que determinou a prisão de Coutinho, de dois ex-procuradores gerais do Estado da Paraíba, apontados como coletores de propina, de deputados estaduais, de empresários e de secretários e ex-secretários da Paraíba, que comandavam esquema de corrupção desde a época em que o socialista era prefeito de João Pessoa. Vejam alguns trechos das conversas entre Coutinho e um dos delatores do esquema: Esquema de corrupção semelhante envolvendo pagamentos de propinas por empresár

Demais Poderes e TCE eram dominados pelo ex governador da Paraíba e maioria dos Conselheiros do TCE eram cúmplices no acobertamento de seus crimes, diz MPPB sobre líder so PSB paraibano

Imagem

Por ordem do STF, TCE julga contas da Arena Pernambuco em sessão sigilosa presidida por ex-advogado do PSB e de Paulo Câmara

Imagem
O processos que tratam da construção e do contrato de concessão administrativa para exploração da Arena Pernambuco serão julgados nesta terça-feira (17) pela Segunda Câmara do TCE, em sessão que terá início às 10h. O relator dos processos  (TC nº 1603642-6, TC nº 1201648-2, TC nº  1405057-2 e TC nº 1503283-8)  é o conselheiro Dirceu Rodolfo. O julgamento terá caráter reservado, com a participação apenas dos advogados habilitados, não sendo permitido o acesso do público ao local. Tal medida atende a uma determinação do Supremo Tribunal Federal, em razão de algumas peças compartilhadas com o Tribunal de Contas nos autos dos processos, correrem em segredo de justiça. Ao todo são quatro processos, duas auditorias especiais, uma denúncia e o julgamento do cumprimento de um Termo de Ajuste de Gestão. Nota de Esclarecimento O presidente da 2ª Câmara do TCE, conselheiro Carlos Neves, informa que a sessão de julgamento dos processos que tratam da Arena Pernambuco, a ser realizada nes

Governo de Pernambuco pagou mais de R$ 48 milhões a empresa acusada de pagar até 30% de propina ao ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, também do PSB. Propina era transportada em aviões fretados. Empresa também doou ao PSB, ao PSDB e ao PROS

Imagem
Consulta ao Portal Tome Conta do TCE/PE aponta para pagamentos de pelo menos da R$ 48.320.523,00, pelo Estado de Pernambuco, à empresa Brink Mobil, cujo sócio, Waldemar Àbila, foi um dos alvos da Operação Calvário, deflagrada hoje pela PF, pelo MPF e pelo Gaeco do MPPB, na Paraíba e em outros Estados e que resultou na expedição de mandado de prisão preventiva contra o ex-governador daquele Estado, Ricardo Coutinho, do PSB, por liderar uma organização criminosa que teria recebido mais de R$ 120 milhões em propinas oriundas de contratos superfaturados e fraudulentos nas áreas de saúde e educação. De acordo com a decisão de 206 páginas que mandou prender o ex-governador, que continua foragido, vários secretários, o ex-procurador geral do Estado, deputados e prefeitos do PSB da Paraíba, o dono da Brink Mobil teria realizado pagamentos de propina ao governador e a outros integrantes do governo em percentuais que variavam entre 5% e 30%. Para operacionalizar os pagamentos de propi