Postagens

Faroeste: Secretário de Segurança da Bahia, que é da PF, é afastado do cargo por participar de esquema de vendas de decisões e vazamento de operações para alvos. Duas desembargadoras foram presas

Imagem
Maurício Barbosa foi afastado pelo Ministro Og Fernandes Não foram só desembargadoras, membros do Ministério Público e servidores desses órgãos que foram visitados pela Polícia Federal na manhã de hoje, por ordem do Ministro Og Fernandes, do STJ. O Secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, que é Policial Federal, foi afastado do cargo por um ano e está proibido de frequentar as dependências da Secretaria e de manter contato com servidores do órgão. As medidas, que também atingem a chefe de gabinete do secretário, delegada como ele, Gabriela Macedo. Ela é suspeita de avisar várias vezes ao falso cônsul Adailton Maturino sobre ações prestes a acontecer, entre outros casos. A operação apura um esquema de venda de decisões judiciais que teria se instalado no Tribunal de Justiça da Bahia e se estendido a diversos outros órgãos. As desembargadoras presas são Lígia Maria Ramos Cunha Lima e Ilona Márcia Reis, ambas do TJ baiano. São investigados possíveis crimes de corrupção

Contratada para obras do Presídio de Itaquitinga e do Hospital Eduardo Campos fez transferências milionárias para organização criminosa investigada na Operação Articulata, que teve por alvo Secretário de Paulo Câmara

Imagem
A Operação Articulata, apesar de ser um desdobramento da Operação Casa de Papel, que investiga desvios da pandemia ocorridos em Prefeituras pernambucanas, descortina o que parece ser um esquema para desvios de recursos públicos em obras bancadas com recursos federais, mas tocadas pela Secretaria do Gabinete de Projetos Estratégicos do Governo de Pernambuco, que tem à frente Renato Xavier Thiebaut, um alvo da Operação de hoje. De acordo com a representação da delegada da Polícia Federal, Andrea Pinho, "curiosamente, a principal favorecida com empenhos pagos pelo Gabinete de Projetos Estratégicos é a CONSTRUTORA CARAJÁS LTDA., a qual possui estreito vínculo com LUCIANO CYRENO FERRAZ e, por sua vez, realiza transferências milionárias para a conta da GRÁFICA A ÚNICA, pertencente a SEBASTIÃO FIGUEIROA, sendo crível que essas operações financeiras tivessem por propósito fazer chegar a propina ao chefe do órgão contratante, dado os constantes encontros havidos entre os três personagens a