Postagens

Mostrando postagens com o rótulo verbas federais

DESTAQUE

Butique das "finas e fofas" do Recife era "usada para desvios de recursos das empresas principais" do Grupo João Santos para fugir dos credores trabalhistas e fiscais

Imagem
Policial federal contando dinheiro apreendido na casa de um dos alvos da Operação Background - Foto: Divulgação/PF Em todo o período analisado pela Polícia Federal, o total de créditos nas contas da Dona Santa foi de cerca de R$ 102 milhões, enquanto a receita declarada no mesmo período foi de pouco mais de R$ 47 milhões. Aparentemente, R$ 55 milhões de origem desconhecida foram creditados nas contas da empresa, aponta a decisão de buscas e apreensões De acordo com a decisão que determinou buscas e apreensões nas empresas do Grupo João Santos e de pessoas ligadas a este, a Polícia Federal aponta no sentido "da lavagem de dinheiro", pois "analisando as movimentações bancárias suspeitas, foi possível identificar retiradas milionárias por sócios, utilização de contas bancárias de passagem, com valores entrando na conta e sendo transferidos para outras contas no mesmo dia ou em dias próximos, tudo isso para evitar bloqueios judiciais e rastreamento dos valores. Também

Prefeitura do Recife recebeu R$ 123 milhões em verbas federais para combate à pandemia, em 2020

Imagem
O Hospital Provisório da Rua da Aurora foi um dos que teve seu custeio bancado por verbas federais (Foto:Divulgação/PCR) O valor de R$ 77 milhões teria sido gasto com "custeio". Não há, porém, detalhes sobre em que despesas específicas esses recursos teriam sido aplicados.   Dados disponíveis no Portal da Transparência da Prefeitura do Recife revelam que apenas para o combate à pandemia do coronavírus, foram depositados na conta do Município, pelo Governo Federal, a quantia de R$ 123 milhões. Dentre as despesas custeadas pela verba federal constam gastos em torno R$ 28 milhões com hospitais de campanha e filantrópicos, além de R$ 5 milhões para aquisição de medicamentos.  O valor de R$ 77 milhões teria sido gasto com "custeio". Não há, porém, detalhes sobre em que despesas específicas esses recursos teriam sido aplicados. Imagem: Portal da Transparência da PCR